sexta-feira, 21 de maio de 2010

O CLIMA, O DESESPERO O FRACASSO...


Neste momento por toda a Europa existem alterações climatéricas significativas e um pouco por toda a Europa se ouvem criadores de aves (mais propriamente canários) se queixarem dos fracassos das criações, apesar de todos os esforço para ultrapassar esta má época.

Quase todos os criadores se queixam esta época (2010), dizem que nunca tiveram épocas assim.. Na minha humilde opinião e da generalidade de investigadores na área de estudos das aves (Ornitologia), todos estes fracassos se devem ao clima a que o nosso Portugal, e praticamente de toda a Europa está a passar..

Sem duvida que estamos a ficar com um clima mais tropical, uma vez que a península ibérica se situa junto ao equador torna ainda mais evidentes estas alterações.. Este facto pode ser já constatado na fauna que neste momento temos aves que já nem nidificam em Portugal, e mudaram-se para cerca de 550Km para Nordeste.. Isto claro que afecta as nossas aves de cativeiro e uma vez de cativeiro quem tem de as habituar a este "novo" clima, somos nós, criadores, pois nós temos de fazer uma selecção natural das nossas aves e deixar a criar as aves que melhor se estão a adaptar a este novo clima...

O que vou agora dizer pode ser discutido, alias todo este artigo o pode, mas claramente é uma realidade e nada a pode mudar.. Em Portugal se os criadores não forem de acordo com uma pequena selecção nas suas próprias aves as criações não mudaram muito de figura nos próximos anos, pois o clima muda e a adaptação é longa, portanto para uma adaptação mais rápida a intervenção da nossa mão será necessária..

Uma prova dessa mudança é simples facto de a temperatura neste momento no nosso pais mudar de 30º para 20º em 24h.. Agora não aconselho a utilização, por exemplo de um controlo de clima no canaril por meios artificiais (Ar condicionado), pois todos sabemos como o ar condicionado nos influencia a nós agora imaginem ás aves.. Não queria entrar neste campo da utilização do ar condicionado, pois tem muito que se lhe diga, mesmo muito.. Um dia dou a minha opinião sobre o assunto.. (Evitarei comprar qualquer ave a criador com este tipo de sistema, pois com as diferentes condições do meu canaril a ave nunca teria grande vivacidade.)

Voltando ao assunto, está previsto que cerca de 180 espécies de aves mudem de território na altura de criar, deixando assim Portugal e subindo á procura de temperaturas mais favoráveis á criação..

Por ultimo e concluido vou dar a minha opinião para como se deve ultrapassar esta mudança.
Sendo a selecção natural de aves de cativeiro feitas pela mão do homem, devemos começar já a seleccionar os nossos reprodutores de acordo com a sua adaptação a este novo clima, e de que forma? Os que melhor criam nestes ambientes melhor crias darão para uma melhor adaptação ao novo clima.. Mas isto em todos os campos, desde doenças á reprodução, e passando pela adaptação aos aviários mais hostis do pais..

Quero então assim dizer que apenas aqui está a minha opinião baseada em estudos na fauna por especialistas do campo.. E claro que com fundamentos que eu partilho de igual forma direccionados para a canaricultura...

Cumprimentos,
Nuno Carvalho

4 comentários:

moranguito_Edu disse...

Olá Nuno;
Boa noite;
Concordo inteiramente tudo o que mencionaste,nomeadamente sobre o ar condicionado no canaril,e aliás foquei esse aspecto no forum tuga,que eu na qualidade de criador nunca adquiria uma ave a um criador que use o ar condicionado,isto porque as mudanças eram de tal bruscas que a ave(es) não durariam muito tempo..
Boas criações
Abraço
Eduardo Garcia

Nuno Carvalho disse...

Olá Eduardo..

Tudo bem?
Eu escrevi o que me veio á mente.. Como todos sabem ainda sou novo nestas andanças e o facto é que as minhas criações não estão nada famosas devido á minha inexperiência, mas já tenho uma pequena teoria para tal, mais tarde falarei sobre o ar condicionado e sobre os principiantes (novatos) na canaricultura, pois após um ano (muito pouco ainda), mas já posso tentar ajudar quem se irá iniciar nos próximos tempos anão cometer os mesmo erros que eu...

Boas criações Eduardo,
Nuno Carvalho

Anônimo disse...

Boas Nuno!

Passo algumas vezes pelo teu blog, e se não estou errado, este é o teu 1º ano, como criador!!!
E, as espectativas criadas, foram muitas!!!
Eu não estou a criticar, que aliás eu não era capaz de desenvolver o trabalho, que está à vista.
Eu no meu caso, que no fundo é o 2º ano, 1ª postura (6 femeas): 18 ovos - 9 galados --- só escaparam 4, e setembro ainda não passou...
É preciso, não desanimar........

Nuno Carvalho disse...

Olá ..

Eu este ano talvez tenha elevando a fasquia visto ser o primeiro ano, aí sim estou de acordo, Mas contudo o meu objectivo sempre foram 30 novas aves este ano, tendo 5 casais queria uma media de 6 aves por casal.. Escrevi isso varias vezes no meu blog, como nunca ninguém me disse que era de mais pensei ser possível..

Realmente para o meu primeiro ano penso ter pedido de mais como iniciante, mas sempre que entro em algo sou assim, costumo fixar um objectivo e tento alcança-lo..

Fico contente de ter dado a sua opinião, para mim vele muito, tenho pena de não se ter identificado...

A época ainda não chegou ao fim, só no final se fazem as contas, mas para já fico contente seja com que numero for..

Desejo-lhe muita boa sorte nas criações, um obrigado por visitar o meu blog,
Abraço,
Nuno Carvalho

Postar um comentário