terça-feira, 12 de janeiro de 2010

ENTREVISTA A EDUARDO GARCIA - CRIADOR DE CANÁRIOS DE COR

Antes de mais queria agradecer o facto de ter aceitado responder a este pequeno questionar, o objectivo é divulgar o seu trabalho  assim como ajudar os mais iniciantes e inexperientes nesta arte tão relaxante..


1.
Para iniciar o que nos pode dizer acerca de si? (Breve apresentação).
R:Chamo-me Eduardo Garcia,tenho 27 anos,sou de Sangalhos já fui criador de exóticos e actualmente sou criador de canários de côr.

2.
Por vezes não conseguimos explicar certas coisas, mas de onde vem este seu gosto por aves, neste caso canários, que o levou a ganhar varias medalhas??
 R:Já vem desde miudo,o meu avó também na altura tinha canários e outras aves,então o gosto por eles já deve vir dai.
3.
Que raças cria de momento?
 R:Castanho Onix Amarelo Mosaico/Intenso/Nevado  Ágata Onix Amarelo Mosaico/Intenso/Nevado e Negro Onix Amarelo Mosaico.
4.
Com quantos casais criou a época passada, e quantos esta a pensar criar na próxima época?
 R:O Ano passado criei com 15 casais,este ano vou criar com 18 casais,para o ano estou a pensar em criar com mais,vamos ver.
5.
Escolhe os seus reprodutores baseando-se no fenótipo ou genótipo?
 R:A escolha dos meus reprodutores é baseada no genótipo.
6.
As suas baterias de criação e voadeiras têm que dimensões?
 R:As minhas gaiolas de criação têm 60/35/40 as pequenas voadeiras para desmame das crias têm 1,20m/50cm/60cm as grandes voadeiras não sei ao certo mas são espaços amplos e posso dizer que são bastante espaçosas.

7.
Todos os criadores tem um cuidado especial com o acondicionamento das instalações do canaril, alguns até exageram.
É apologista de que um canaril (instalações) com boas condições será um grande passo para o sucesso das criações e exposições?
 R:Sim,claro que sim,refiro-me própriamente e principalmente á higiene do mesmo e isso é meio caminho andado para o sucesso.

8.
Como aconselha o alojamento dos canários? Interior ou exterior? Porquê?
 R:Eu pessoalmente tenho os canários no interior,mas penso que as aves estando de perfeita saude aguentam bem as temperaturas mais baixas..mas penso também que quem tiver oportunidade de as colocar no interior será melhor.

9.
Como é que se prepara para uma exposição? Com quanto tempo se começa a preparar, isolando aves etc..?
 R:Eu começo a preparar as aves para Exposição um mês e meio antes das mesmas,faço a escolha das aves que mais me agradam,retiro-lhes algumas penas que possam estar partidas, dou-lhes o primeiro banho manualmente a todas elas e coloco-as individualmente e coloco as banheiras todos os dias com água limpa e uma vez por semana coloco vinagre de cidra na água das mesmas.Quanto a alimentação só dou a mistura que dou durante todo o ano,papa 1 vez de 15/15 dias e água,não dou qualquer tipo de tratamento.
É este o cuidado que tenho antes das exposições(simples).

10.
Quais as suas Expectativa para o Mundial 2010, organizado em Portugal?
 R:As minhas espectativas são bantante boas,vou ter concorrência fortissíma nas raças que vou expôr,o que é optimo a meu ver,quero ter uma boa prestação no Mundial,os prémios se vierem será por acréscimo.

11.
Já ganhou alguns prémios, qual o deixou mais contente?
 R:Os prémios que me deixaram mais satisfeito foi no Internacional de Barcelos 2009 com 4 primeiros prémios,3 segundos e 1 terceiro o que é optimo tendo em vista de que se trata de um internacional e também é optimo para o meu “curriculum”.

12.
Alguma vez pensou em criar canários de porte ou canto?
 R:Defenitivamente,não.


13.
Quem visita o seu blog, sabe que tem um gosto especial pela mutação onix, consegue explicar esse gosto tão especial, maior facilidade de criação ou as mutações são mais do seu agrado…?
R:Sim é verdade,gosto bastante da mutação onix,não quer dizer que não gosto das outras raças,claro que gosto de muitas outras e não quer dizer que não venha a criar outras raças.Quem me ajudou nos primeiros passos com esta mutação foi o meu grande amigo e criador Nuno Monteiro,desde ai o meu gosto pela mutação onix cresceu inesplicávelmente.

14.
Todos nos temos algum hábito que não abdicamos na canaricultura, por vezes esse hábito nem tem uma influência directa no sucesso das nossas aves, mas não abdicamos dele de maneira alguma. Possui algum hábito que não abdique realmente?
 R:Um dos meus hábitos dos quais não abdico,trato das minhas aves praticamente á mesma hora,todos os dias,só se houver algum contratempo,o que não estou livre de  me acontecer.

15.
Que tipo de mistura usa? Só alpista ou uma mistura preparada de acordo com as necessidades dos seus canários?
 R:A minha mistura é igual durante todo o ano 50% de mistura light da Varsele-Laga Prémium e 50% Alpista também da Varsele-Laga.

16.
Que tratamento considera fundamental fazer todos os anos?
R:Eu não faço qualquer tratamento preventivo seja em que altura fôr,não sou apologista dos mesmos,penso que os tratamento preventivos fazem –se durante todo o ano com boa alimentação,diversificada,água de qualidade,boas aves,etc,etc

17.
O que suplementos considera fundamentais? Adicionados a papa ou agua?
 R:Eu na papa unicamente junto o Breadmax,que penso que contêm quase todos os componentes necessários,para complementar apenas dou vitaminas TT electrólitos na água uma vez por semana.

18.
No meu ponto de vista o registo do plantel é um passo para o sucesso da evolução dos descendentes.
Que tem a dizer a cerca do registo do plantel desde o nascimento aos concursos?
 R:Sim,penso que é um pormenor que realmente tem muita importancia para quem cria aves,não só canários mas assim como outras aves.Eu quando criava éxoticos já fazia o registo não só em papel mas também em computador,penso que é fundamental para um criador se orientar e ter sucesso.

19.
Muita gente critica a qualidade das aves Portuguesas..
Como classifica a ornitologia em Portugal?
R:Eu sou Português e claro que não critico a qualidade das aves portuguesas pelo contrário,penso que temos boas aves,tanto é que temos obtido bons prémios nos mundiais onde participamos,por isso 

20.
Qual o seu principal objectivo na canaricultura?
 R:O meu principal objectivo é um dia ser campeão mundial das raças que crio e com isso dignificar o meu país.

21.
Qual a sua opinião acerca da selecção natural nos canários?
 R:Penso que se deve escolher os exemplares não só pelo seu genótipo, mas também escolher aves que não tenham qualquer tipo de  problema de saude(visivél).

22.
Após ter dado este enorme contributo, coloco-lhe uma última questão:
Qual é a regra de ouro para quem se inicia saber desde início?
 R:Ter um criador de confiança em que se possa confiar e que possa ajudar nos primeiros passos.


Agradeço novamente este enorme contributo e desejo-lhe as maiores felicidades neste campeonato do Mundo que se aproxima.


Entrevistador: Nuno Carvalho
Entrevistado: Eduardo Garcia

Cumprimentos,
Nuno Carvalho 

Nenhum comentário:

Postar um comentário