quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

NUNCA MAIS É FEVEREIRO..


Chegamos a uma altura em que aguardamos ansiosamente pela altura das criações... Isto claro cada criador tem a sua altura.. A minha em principio será a meio de Fevereiro mas vai depender da temperatura e das andorinhas, pois só quando elas por cá andarem é que o tempo está mais adequado..

Muitos criadores ainda têm uma maratona, o Mundial de Ornitologia, essa não lhe sai da cabeça.. O que é normal, pois pela primeira vez muitos criadores vão mostrar o seu trabalho pela 1ª vez num evento desta dimensão..  Vão aproveitar que o Mundial anda por cá.. Eu se tivesse aves também levaria nem que fossem só 2 ou 3.. Estamos em Portugal, temos de PARTICIPAR.. NÓS SOMOS BONS NESTE RAMO, VAMOS MOSTRAR ISSO..

Eu este ano vou ficar apenas pela visita.. Todos nós temos um principio, e o meu desenrola-se neste momento..

Aproxima-se agora a época de preparação para as criações de 2010, eu este ano como já referi vou dar um tratamento para coccidiose, pois quero evitar ter problemas na criação... Contudo este tratamento tem que ser dado com cerca de 1 mês , mês e meio de antecedência, pois as sulfonamidas presentes neste tipo de tratamento pode provocar a esterilidade periódica nos machos...

Agora muitos criadores podem estar a pensar que dar um antibiótico como preventivo é uma estupidez, mas meus amigos não é assim tanto.. Eu normalmente sou um radicalista, quando encontro defeitos em algo corto por completo, sou um pouco perfeccionista, e então informei-me perante profissionais da Medicina humana até já escrevi isto num fórum da especialidade...

Quando coloquei a famosa pergunta : "Pode um antibiótico ser usado como preventivo?"

A maior parte das respostas foram que o antibiótico ao ser administrado é sempre preventivo ou imediato, pois a bactéria costuma estar inactiva no intestino ou então estar activa e manifestar-se, por exemplo o caso da coccidiose é assintomática (está presente mas não se manifesta)... E eu concordo com estas respostas, pois eu já partilhava desta opinião.... Quais os problemas deste tipo de administração? As bactérias criam resistências ao antibiótico, e depois multiplicam-se com muito mais facilidade e são ignorados mais tarde pelo antibiótico..

Os antibióticos são químicos, naturais ou sintéticas, sintéticos é o caso das sulfas que usamos, estes medicamentos são usados na medicina humana e animal para tratar doenças causadas por bactérias, e não viricas...Na medicina Humana os antibióticos também são usados para prevenir infecções bacterianas (por exemplo, antes de intervenções cirúrgicas), se não acreditam falem com algum cirurgião...Ou anestesista..
Mais uma vez os antibióticos têm a capacidade de destruir as bactérias e/ou de impedir a sua multiplicação, permitindo ao sistema imunológico combate-las com maior eficácia, ou seja ajuda-lo preventivamente..

Quando coloquei a duvida a um cirurgião e farmacêutico eles responderam com prontidão que se o antibiótico trata também previne.. E se a prevenção é usada uma vez por ano não causa muita resistência..

Muitos criadores falam em analise de fezes, mas nem sempre é possível fazê-las..Se seria indicado? Existem demasiadas bactérias nos intestinos das aves, o resultado seria sempre o de administrar um antibiótico..

Por isso eu pergunto: Qual o mal de administrar um antibiótico 1 vez por ano como preventivo?


Cumprimentos,
Nuno Carvalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário